Este site usa cookies. Através dela você concorda com a sua utilização, de acordo com as configurações atuais do navegador.
Aceito

Loading...


Pesquisa Menu
A A A Alto contraste: A A

Portal de Promoção de Exportações



Recuperação sustentável do mercado automóvel na Polónia

Wyślij Impressão Pobierz Ele adicionou: Bogdan Zagrobelny | 2015-10-20 20:31:26
aktualności

No primeiro semestre de 2015 na Polónia foram registados 177,8 mil automóveis de passageiros. - cerca de 1% mais do que no ano anterior.

No primeiro semestre de 2015 na Polónia foram registados 177,8 mil automóveis de passageiros - cerca de 1% mais do que no ano anterior. Conforme o relatório trimestral da associação Polaca da Indústria Automóvel (PZPM) e KPMG "Indústria automóvel", os motociclos estão bater recordes e registos de veículos novos, comerciais, aceleraram no outro trimestre consecutivo.

A recuperação ocorreu não só no comércio, mas também na indústria automóvel. A produção vendida de fábricas localizadas na Polónia ascendeu no primeiro semestre de 2015 ao valor de 63,3 bilhões de zł, ou seja 9,2% mais do que no ano anterior. Na escala de todo o semestre, o mercado de novos automóveis de passageiros registou um ligeiro aumento de 1,1% ano a ano. A manutenção de vendas ao nível de 2014 é objetivamente muito bom resultado, sendo que em 2014 o mercado era fortemente estimulado pelo período de derrogação.


O setor de marcas premium bate recordes. No segundo trimestre de 2015 o número de registos de veículos novos de passageiros neste setor aumentou relativamente ao trimestre anterior de 9,4% e 20,3% em comparação com o segundo trimestre de 2014. As vendas de automóveis com propulsão alternativa merecem atenção especial. Na escala do primeiro semestre, registos deste tipo de veículos ainda eram cerca de 55% superiores aos do primeiro semestre de 2014. Em geral foram registados 2.500 veículos com propulsão alternativa, em maioria híbridos.


No segundo trimestre de 2015 o número de motociclos registrados atingiu um nível recorde de 9,7 mil unidades, ou seja. três vezes maior que no segundo trimestre de 2014. O motivo foi a introdução, em agosto de 2014 da possibilidade de condução de veículos de duas rodas com uma capacidade até 125 cm3 com base na carta de condução do tipo B.

 

Fonte: KPMG/PZPM